Política

Vereadores de Aparecida debatem empréstimo para obras de infraestrutura

Os vereadores de Aparecida de Goiânia aproveitaram a sessão ordinária de terça-feira, 11, para debaterem o projeto de lei Nº 041/19, que autoriza a Prefeitura a contratar empréstimo no valor de 85 milhões de reais.

O projeto prevê que o montante adquirido seja obrigatoriamente investido em obras de infraestrutura, como pavimentação asfáltica, galerias pluviais e meio fio em vários bairros, como por exemplo o Aeroporto Sul, Dom Bosco II, Boa Esperança, Goiânia Park Sul, Himalaia, Ibirapuera, Itapuã, Jd Cascata, dentre outros.

Ainda de acordo com a proposta de lei, os recursos também serão alocados em programas de inovação tecnológica a serem implantados no município.

Segundo justificativa do Poder Executivo, o período de carência do empréstimo será de dois anos e com prazo de oito anos de amortização.

O vereador Isaac Martins (PR) falou sobre a relevância da proposta e a necessidade de aprová-la com rapidez.

“Devido a importância do projeto e a proximidade do recesso legislativo, vejo como fundamental a sua aprovação célere, até porque levará benefícios que há muito tempo são esperados em diversos bairros”, explicou o vereador.

Entretanto, o vereador Rosildo Manoel (PP), mesmo se colocando a favor do projeto, atentou pra forma genérica como ele foi elaborado.

“Temos que ter cautela em aprovações assim, uma vez que essa proposta não especifica em seu bojo quais bairros seriam contemplados, assim como não define qual instituição financeira realizará o empréstimo”, alertou Rosildo.

No mesmo sentido, o vereador Manoel Nascimento (DEM) também criticou a generalização, classificando o projeto como “quase um cheque em branco”. O vereador ainda cobrou a presença do Secretário Municipal da Fazenda, André Luiz, para explicar qual a atual capacidade de endividamento do município.

Diante disso, Manoel Nascimento teve acatado seu pedido de vistas do Projeto de Lei 041/19, o que adiou a votação.

Related Articles