Goiânia

Trabalho aproxima mãe e filha

Dividindo o mesmo ambiente, as duas compartilham histórias familiares e desafios profissionais

Edna e Iara são mãe e filha. Ambas trabalham no Bretas da Avenida Anhanguera, em Goiânia. Edna Conceição de Andrade, de 53 anos, é repositora de frios e atua  no Bretas há oito anos. Já Iara Andrade da Silva, 18, é auxiliar de operações e entrou na empresa em janeiro deste ano, após orientação da mãe.

De segunda a sexta-feira, a dupla pega ônibus e segue para o centro da capital para trabalhar. Esse trajeto de pouco mais de meia hora é um momento de troca de confidencias e informações entre as duas. “Antes eu encontrava minha mãe só no final do dia, após ela sair do trabalho, agora nosso tempo juntas aumentou e nossas afinidades também. É muito positivo este nosso novo momento juntas”, fala Iara.

Cheia de orgulho, Edna revela que este é o primeiro emprego de carteira assinada da filha. “Não nos encontramos muito durante o expediente, mas sempre trocamos informações e conselhos. Como tenho muitos anos de casa, tiro as dúvidas dela e a oriento”, explica Edna.

A jovem procurou emprego na rede de supermercados por ver, através da mãe, que o Bretas era um bom lugar para trabalhar. “Antes, eu não esperava trabalhar na mesma loja que a minha mãe. É muito legal!”.

No segundo domingo do mês de maio (12) é comemorado o Dia das Mães. As mulheres no Bretas representam 53,7% do número de colaboradoras. Destas, 55,97%, isso é, 4.327 mulheres, são mães ou possuem dependentes.

Related Articles