CidadeSenador Canedo

Senador Canedo vai de vila a geradora de emprego com mais de 60 empresas

Por Rodrigo Gonçalves, G1 GO

Da vila de 1.820 habitantes a uma das cidades mais importantes economicamente da Região Metropolitana de Goiânia com mais de 130 mil moradores. É com esse novo perfil que Senador Canedo comemora neste sábado (1º) os seus 30 anos de emancipação, deixando de ser uma cidade dormitório para virar uma geradora de emprego.

São três décadas de estruturação passando inicialmente pela chegada da linha férrea e depois com a instalação de empresas nos mais diversos setores, com destaque para o maior Polo Petroquímico do Centro Oeste. O projeto foi lançado no início dos anos 90, mas foi mesmo em 1996 que a Petrobras instalou no município a subsidiária Transpetro.

Importante terminal de distribuição de combustível, a empresa é apontada pela prefeitura como a maior responsável pelo crescimento econômico, fazendo Senador Canedo ficar entre os municípios com destaque em arrecadação de Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) no estado.

É também deste imposto que, segundo a prefeitura, vem a maior parte da arrecadação para o orçamento deste ano, previsto em mais de R$ 500 milhões.

Para quem coordenou a luta pela emancipação de Canedo em 1989, sendo eleito o primeiro prefeito, chegar aos 30 anos da cidade mais uma vez à frente da Prefeitura é visto com orgulho. Divino Pereira Lemes (PSD) está no seu quarto mandato.“Primeiro, eu entendo que Senador Canedo cresceu em função da luta e força do seu povo. Naqueles que acreditaram e empreenderam. Um município construído a quatro mãos pela população e empreendedores”, disse Divino.

Chegada do Polo Petroquímico da Petrobras é apontada como boom econômico — Foto: Petrobras/Divulgação

Para o prefeito é inegável que Senador Canedo viveu seu grande boom a partir da chegada da Transpetro. Porém, ele afirma que o município vem a cada ano atraindo mais investimentos, com os Distritos Industriais e com empresas dos ramos alimentício, confecção, marcenaria e cosmético, além do comércio varejista, entre outros.

Representantes dos polos industriais, petroquímico e moveleiro de Senador Canedo estimam que hoje estejam instalados nestes locais mais de 60 empresas, gerando juntas 17 mil empregos diretos e indiretos, incluindo também os fornecedores.

“Os nossos polos industriais estão em posições estratégicas e estamos criando mais um. Esse último está na fase de implantação e instalação de energia e água. Estamos reavendo áreas que as empresas estão demorando para se instalar e estamos procurando outras que queiram investir de imediato na nossa cidade. Estamos tentando fazer o dever de casa para que outras empresas queiram vir”, informou Divino.

Para atrair estes novos investidores, o prefeito diz tomar algumas medidas que vão além da disponibilização das áreas nos polos.

“Cabe a nós ajudar na implantação, oferecer um ISS mais atrativo e facilitar dando agilidade para a instalação, desburocratização, por exemplo, de licenças ambientais, por isso temos a nossa própria Agência Ambiental”, afirmou o Divino, ressaltando que a gestão própria da água e do esgoto no município é outro facilitador.

O prefeito fala também do potencial do município como centro de distribuição de produtos para todo o país. “Temos por exemplo, duas envasadoras gases que produzem 20 mil bujões por dia e um frigorífico que mata mil bois diariamente”, relatou.

O comércio e a prefeitura também são outros geradores de emprego. Segundo o prefeito, cada um disponibiliza em média 5 mil vagas. A agroindústria familiar e outras formas de empreendedorismo são incentivadas, de acordo com ele, na Casa do Empreendedor.

Cidade cresceu também com geração de emprego no comércio — Foto: Prefeitura de Senador Canedo/DivulgaçãoCidade cresceu também com geração de emprego no comércio — Foto: Prefeitura de Senador Canedo/Divulgação

Cidade cresceu também com geração de emprego no comércio — Foto: Prefeitura de Senador Canedo/Divulgação

Aposta no desenvolvimento

Segundo a Prefeitura, dados de uma pesquisa da consultora Urban Systems colocou o município de Senador Canedo como um dos mais atrativos do Brasil para abertura de negócios devido a fatores administrativos e de localização geográfica. A pesquisa intitulada Cidades Inteligentes, elabora um ranking levando em conta 70 indicadores.

O potencial de Senador Canedo foi o que levou até a cidade o empresário de Santa Catarina, Ronaldo Thibes. Ele chegou em 2005 para fazer a montagem de uma empresa do estado dele em Goiás.

Foi também apostando em Canedo que o empresário abriu o seu primeiro negócio, com a implantação da Incinera, uma usina de incineração de resíduos. Nos últimos 13 anos abriu outras sete empresas nos polos industriais no município. Hoje, segundo ele, gera cerca de 1,5 mil empregos diretos e indiretos.

Ronaldo Thibes hoje já tem oitos empresas instaladas em Senador Canedo — Foto: Ronaldo Thibes/Arquivo PessoalRonaldo Thibes hoje já tem oitos empresas instaladas em Senador Canedo — Foto: Ronaldo Thibes/Arquivo Pessoal

Ronaldo Thibes hoje já tem oitos empresas instaladas em Senador Canedo — Foto: Ronaldo Thibes/Arquivo Pessoal

Ronaldo Thibes conta que a escolha de Senador Canedo foi baseada em um levantamento feito em 2005 de que 55% do Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro se concentrava no Centro-Oeste, além da questão logística.

O município tem as GOs 020 e 403 duplicadas e está também transformando em pista dupla um acesso à BR-153 com o propósito de tirar o trânsito de caminhões da área central da cidade, segundo a prefeitura.

“O município tem uma localização privilegiada, perto de Goiânia e com fácil escoamento para Anápolis e Brasília, por exemplo”, comentou Ronaldo Thibes.

O envolvimento dele fez com que se tornasse o representante dos polos industriais de Canedo.

Município tem, segundo o prefeito, cerca de 130 mil habitantes — Foto: Prefeitura de Senador Canedo/DivulgaçãoMunicípio tem, segundo o prefeito, cerca de 130 mil habitantes — Foto: Prefeitura de Senador Canedo/Divulgação

Município tem, segundo o prefeito, cerca de 130 mil habitantes — Foto: Prefeitura de Senador Canedo/Divulgação

Crescimento populacional

Com a radical transformação econômica, Senador Canedo também passou por um amplo processo de crescimento populacional. A cidade viu o número de habitantes dobrar em menos de dez anos e hoje já se estima, em dados não oficiais, que morem no município 180 mil pessoas.

Para tentar conter o crescimento desordenado, o prefeito diz tomar algumas medidas como a fiscalização de novos loteamentos e a cobrança de contrapartidas das empresas que se instalam nos polos industriais.

“As empresas recebem áreas valorizadas, mas têm que dar suas contrapartidas com a construção de creches, por exemplo, e tantas outras”, afirmou Divino.

Sobre a criação de novos loteamentos, o prefeito disse que é exigido do investidor o que determina a lei federal quanto à estruturação da área com infraestrutura e destinação de espaços públicos.

“O investidor tem que deixar um caução na Prefeitura de 50% da área. Se ele quer abrir mil lotes, 500 ficam com a Prefeitura até que ele cumpra todas as exigências”, relatou o prefeito.

Related Articles