Goiânia

Professor de Goiânia recebe premiação na Espanha

Docente da Faculdade Estácio Goiás ganha prêmio no European Biotechnology Congress com projeto sobre Aedes - transmissor de doenças como Dengue, Zika, Chickungunya e Febre Amarela

Neste mês de abril aconteceu em Valência, na Espanha, um dos mais importantes congressos internacionais na área de biotecnologia, o European Biotechnology Congress 2019. O evento reuniu pesquisadores de todo o mundo e as maiores autoridades de indústrias interessadas em pesquisas de ampliação biotecnológica industrial. Na ocasião o Professor da Faculdade Estácio Goiás, Dr. Alexsander Augusto de Silveira, foi premiado com a segunda melhor apresentação de pôster oral, com o trabalho Peptídeos isolados do fungo Trichoderma asperellum causa morte por apoptose em larvas de Aedes aegypti.

Em resumo o trabalho é uma tentativa de controle do vetor dos vírus causadores de doenças como a Dengue, Zika, Chickungunya e Febre Amarela, por substâncias isoladas de um fungo característico do solo brasileiro e que apresenta interação com as plantas. Ou seja, o fungo não ataca as plantas e, ao mesmo tempo, as protegem contra o ataque de outros fungos que causariam danos ao vegetal.

“Estava extremamente feliz que pelo terceiro ano consecutivo o nosso trabalho ter sido aceito para apresentação entre os melhores do mundo na área, agora uma premiação foi totalmente inesperada”, comenta o Professor da Faculdade Estácio Goiás, Dr. Alexsander Augusto de Silveira.

A pesquisa também conta com a participação de outros professores da Estácio Goiás e de vários grupos de pesquisa da Universidade Federal de Goiás (UFG), além do apoio financeiro da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Goiás (FAPEG) e da EDUCARE/Estácio.

Related Articles