Goiânia

Oficina de robótica criativa com materiais recicláveis é sucesso no Mutirão da Prefeitura

Robótica, Reciclar é legal e Escola Viva é a contribuição da Educação no 22° mutirão da prefeitura

A Secretaria Municipal de Educação e Esporte (SME) integra a programação de mais um Mutirão da Prefeitura, neste fim de semana, realizado no Residencial Eli Forte, região Sudoeste da Capital.  A SME disponibilizou estrutura das salas modulares que estão sendo instaladas em escolas e centros municipais de Educação Infantil (Cmei) da Capital para que a população conheça. Este é o segundo mutirão com a participação do governo estadual.

Na manhã de ontem, 15, foi ministrada oficina de robótica criativa nas salas modulares no 22° Mutirão da Prefeitura. Os serviços desempenhados pela Pasta incluíram troca de materiais recicláveis por mudas no projeto Horta Escolar, sala de leitura, apresentação de coral e brincadeiras lúdico pedagógicas. Nove unidades educacionais da região receberam os benefícios do Programa Escola Viva, sendo que a Escola João Alves de Queiroz passa por reforma geral.

A parceria de estado e município reflete essa sinergia porque é um momento que as duas esferas conseguem colocar à disposição da comunidade serviços importantes que, em outros momentos, ficam distantes para a população. Assim, em vez de ir até o Paço Municipal, por exemplo, o serviço vem até o bairro, trazendo o poder público para perto da população.

Presente nas ações do Mutirão, o secretário municipal da Pasta, Marcelo Costa, destacou os serviços disponibilizados, acrescentando o atendimento a matrículas. ‘Oferecemos oficinas de robótica, coral, projeto Horta, atendimento de auxílio a matrícula. Também auxiliamos a população a entender que a educação está presente em todos os bairros de Goiânia e que nós estamos investindo muito para que nós tenhamos Educação de qualidade para o cidadão goianiense. Goiânia hoje conta com a mais alta tecnologia, para que nós possamos formar o cidadão do futuro, deixar essa cidade do jeito que nós queremos, uma cidade mais bonita, tecnológica, mas,  com esse compromisso humanitário de bem-estar e qualidade de vida para as pessoas’, destacou.

Horta Escolar 

No estande da SME, a comunidade contou com a ação do Projeto Horta Escolar: Circuito Reciclar é Legal, que possibilitou a troca de material reciclável por mudas de hortaliças. Além disso, o espaço da SME também ofereceu oficina pedagógica com pescaria matemática, desenho livre e sala de leitura para as crianças e a oficina de robótica criativa.

A robótica é desenvolvida pelo Núcleo de Tecnologia Educacional (NTE) da SME e tem como objetivo dar movimento a objetos feitos com material reciclado a partir dos princípios de robótica.  O intuito é oferecer de modo divertido, fácil e criativo as noções de tecnologia e robótica para as crianças.

O professor Max Vinicius da Cunha, funcionário do NTE explica que a equipe trabalha com tecnologia na rede e com a iniciação à robótica nas escolas. ‘Hoje nós trouxemos a motinha, fizemos três oficinas, cada turma com 10 crianças. É sempre muito bem aceita pelos visitantes, é uma atividade bem criativa e eles mesmos constoem as suas motinhas, dá autonomia  aos alunos, eles gostam mesmo é de colocar a mão na massa’.

O aluno da oitava série da Escola Municipal João Alves de Queiroz, Carlos Eduardo Melo, 13 anos, participou da oficina e saiu super animado “Foi super legal construir essa motinha, eu nunca tive contato com a robótica, mas é bem interessante! Eu gostei muito!”, afirmou.

O coordenador do projeto Horta Escolar, Nestor Valverde, destacou o foco do projeto no mutirão: “Nós incentivamos a população a tirar os resíduos sólidos da rua, de casa e trazer pra trocar por uma muda de hortaliça, tem dado muito certo, hoje foram trocadas 1700 mudas. Esse material vai para a reciclagem, é um momento de conscientização da população. É uma ação muito bonita’.

Escola Viva 
A comitiva de autoridades acompanhou o Prefeito e o governador em visitas às escolas municipais. As unidades educacionais foram beneficiadas pelo Programa Escola Viva, com pintura geral, reparos nas redes elétricas e hidráulicas, nos banheiros, telhados, parquinhos e fachadas.  Fonte: Adriene Bastos, editoria de Educação e Esporte

Related Articles