Goiânia

Obras de revitalização da Praça do Trabalhador começam na segunda-feira, 17

Até o final dos serviços, em novembro, as feiras Hippie e da Madrugada funcionarão em locais alternativos, acertados entre a Prefeitura e representantes dos trabalhadores

Terão início, na próxima segunda-feira, 17, as obras de revitalização da Praça do Trabalhador. Logo de manhã, o local será fechado com tapume e as máquinas farão a remoção do piso e árvores, a fim de preparar o terreno para a construção da rede de drenagem. Devido às negociações com os feirantes, houve atraso no início dos serviços e, para cumprir o prazo de entrega, previsto para novembro, cerca de 60 operários trabalharão de segunda a segunda, em regime full time.

Feiras em locais provisórios
Durante os cinco meses da obra, a Feira Hippie funcionará em locais alternativos, ao redor da Praça. Para acomodar as barracas, uma pista da Rua 44, entre a Viela da 44 e Avenida Independência será interditada para o trânsito no sentido Norte/Sul. Feirantes também ocuparão o trecho da 67-A, paralelo à Avenida Independência, entre a Rua 44 e a Goiás Norte. Para facilitar a circulação no maior bloco da Feira Hippie, será criada uma via central entre a 44 e a Goiás Norte. A Feira da Madrugada ocupará a Viela da 44. Durante essa semana, a Seinfra preparou o local, onde os feirantes vão trabalhar até a conclusão da obra de revitalização.

Após o final das obras, a Feira Hippie voltará a funcionar na Praça, às sextas, sábados e domingos, com as bancas projetadas em metalon e uniformizadas, cobertas com lona bege com fundo branco e beirais; e a Feira da Madrugada retornará, às quartas e quintas-feiras.

Nos dias em que não ocorrem as feiras, no local funcionará um estacionamento para 1.272 vagas, contemplando todas as variáveis de veículos (carros, motos, bicicletas e ônibus).

A Praça revitalizada
O projeto de revitalização prevê um ambiente totalmente inclusivo, com a eliminação dos platôs, transformando a Praça em um elemento único, com declividade mínima para não causar desconforto aos pedestres e cadeirantes, e utilização de piso tátil em todos os passeios, a fim de facilitar a acessibilidade de pessoas com problemas visuais.

As passarelas para pedestres ficarão nas laterais dos canteiros, interligadas por escadas e rampas acessíveis e as áreas pavimentadas contarão com áreas verdes para aumentar a permeabilidade.

O sistema de iluminação contará com 44 postes de 4 pétalas cada e lâmpadas de led.

Com a revitalização, a Praça vai contar com um posto da Guarda Municipal, três sanitários públicos, sendo um familiar, com 101 m² cada um, e o prédio da administração será equipado com uma enfermaria. Fonte: Nara Serra – da editoria de Infraestrutura 

Related Articles