Aparecida de Goiânia

Encontro esclarece dúvidas de beneficiários do Bolsa Família, em Aparecida

“Pra mim, que tenho filhos pequenos na escola foi muito importante assistir as palestras. Eles explicaram direitinho tudo que eu precisava saber sobre o benefício”. Foi com essa simplicidade e objetividade que a dona de casa Alzira Clemente Ferreira resumiu sua participação no Encontro das Famílias Beneficiárias do Programa Bolsa Família – Projeto Presença Regional Garavelo na tarde da quarta-feira, 24, no ginásio de esportes da Escola Estadual Maria Rosilda Rodrigues.

Realizado pelas secretarias de Assistência Social, Educação e Saúde, o evento reuniu centenas de famílias para esclarecer pontos importantes sobre o Bolsa Família – programa de distribuição de renda para famílias carentes com abrangência em todo território nacional. Durante o encontro, técnicos e assistentes sociais apontaram a importância do cumprimento de algumas regras para que as famílias continuem recebendo o benefício.

Manter crianças em idade escolar matriculadas em uma unidade de ensino com frequência regular, manter dados sempre atualizados, informando qualquer mudança de endereço, telefone de contato e modificações na constituição familiar, como nascimento, morte, casamento e separação foram pontos destacados pelos palestrantes e diretores dos Centros de Referência e Assistência Social (CRAS’s).

Vacinar regularmente as crianças beneficiárias do programa e apresentar o Cartão de Vacina sempre que solicitado para atualização do cadastro também foi destacado pelos agentes públicos como requisito para o recebimento regular do benefício. “Encontros como este são importantes, pois esclarecem muitas dúvidas das famílias beneficiadas. Às vezes, por falta de informação, alguns beneficiários têm o pagamento suspenso ou bloqueado, ficando sem receber o repasse”, apontou o secretário interino de Assistência Social, José Nélis.

As famílias presentes também foram incentivas a acompanhar e participar ativamente da vida escolar e social de suas crianças. “Devemos acompanhar nossos filhos, incentivando-os nos estudos para que eles possam crescer saudáveis. Daqui alguns anos, essas crianças serão o futuro de nossa cidade. São elas que irão dar continuidade no que estamos fazendo hoje”, enfatizou a coordenadora do Bolsa Família- Projeto Presença da Regional do Garavelo, Maria Auxiliadora Rocha.

De acordo com o prefeito Gustavo Mendanha, o papel do poder público junto às famílias em situação de vulnerabilidade social é fundamental. “Nós temos feito muitas ações com o apoio da Secretaria de Assistência Social para implementar cada vez mais políticas públicas voltadas principalmente para famílias que mais necessitam e carecem de atenção do poder público”, enfatizou o prefeito.

Como participar

Podem participar do programa famílias com renda mensal de até meio salário mínimo por pessoa da família ou renda mensal total da família de até três salários mínimos. Pessoas sozinhas em situação de vulnerabilidade, como moradores de rua, também podem se cadastrar desde que preencham os requisitos relacionados à baixa renda.

O cadastro é realizado mediante apresentação de todos os documentos pessoais de quem reside no mesmo domicílio. Maiores de 18 anos devem apresentar RG, CPF, título de eleitor, carteira de trabalho, comprovante de renda de endereço. Menores de 18 anos: Certidão de Nascimento, CPF, Cartão de Vacinação e, para crianças em idade escolar, comprovantes de matricula e freqüência escolar atualizados.

A família interessada em realizar o cadastro deve procurar o Centro de Referência em Assistência Social(CRAS) da região em que mora ou a Secretaria de Assistência Social.   Fonte: Rodrigo Augusto

Related Articles