Estado

Sistema digital facilita notificação de enfermidades de animais e amplia vigilância sanitária no País

Está em vigor desde o dia 1º, quarta-feira, o Sistema Brasileiro de Vigilância e Emergência Veterinária (e-Sisbravet), novo sistema desenvolvido pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento – Mapa, com o objetivo de agilizar e facilitar a notificação de suspeitas e de enfermidades em animais, e ainda acompanhar uma situação de emergência veterinária, desde a notificação e atendimento até a solução do problema. Notificações já podem ser feitas no site do Mapa (www.agricultura.gov.br), no link http://sistemasweb.agricultura.gov.br/sisbravet/manterNotificacao!abrirFormInternet.action

No Brasil, a operacionalização do Sistema está a cargo dos Serviços Veterinários Oficiais nos Estados. Em Goiás, é coordenado pela Agência Goiana de Defesa Agropecuária – Agrodefesa, por meio da Gerência de Sanidade Animal. O presidente da Agência, José Essado, destaca a importância do novo sistema digital, pelo qual os produtores rurais, profissionais da iniciativa privadas e cidadãos ligados à agropecuária podem e devem notificar qualquer suspeita de doença nos animais. Esse procedimento contribui para o rápido atendimento pelo médico veterinário oficial, evitando a disseminação do mal, reduzindo custos para os produtores e o risco de prejuízos econômicos e sanitários, além de riscos à saúde pública.

Abrangência

No primeiro momento, podem ser feitas notificações apenas de animais de produção (bovinos, equídeos, suínos, caprinos, ovinos e aves). No futuro, além desses, poderão ser incluídos também animais aquáticos. No uso do e-Sisbravet, os profissionais veterinários devem preencher informações básicas como início da suspeita ou detecção do problema, quais os tipos de animais envolvidos, descrever quais foram os sinais de doenças observadas no animal e completar com outras informações que contribuirão para facilitar a identificação da possível doença.

Conforme o presidente José Essado, a notificação o mais rápido possível de quaisquer suspeitas ou problemas ao Serviço Veterinário Oficial é de fundamental importância, para proteção da pecuária nacional. Muitas doenças como aftosa, raiva, brucelose e outras podem causar sérios problemas e grandes impactos na economia e na saúde humana. Daí a importância do diagnóstico rápido e a pronta reação para impedir a disseminação do mal e permitir seu controle ou erradicação.

A relação de doenças de notificação obrigatória é definida pelo Ministério da Agricultura, por meio da Instrução Normativa nº 50/2013. Pela internet, é possível ter acesso à lista de enfermidades de notificação obrigatória, bem como aos serviços oficiais de defesa agropecuária. A Agrodefesa possui sede em Goiânia, na Avenida 4ª Radial, quadra 60, lotes 1 e 2, no Setor Pedro Ludovico. Também conta com 12 Unidades Regionais em cidades-polo do Estado e outras 236 Unidades Locais nos municípios, onde os pecuaristas e profissionais veterinários podem obter mais informações. Na sede, o telefone da Gerência de Sanidade Animal é (62) 3201-3574/ 3576 e 3577.

Mais informações: (62) 3201-3546

Related Articles