Política

Glaustin busca investimentos da Funasa para municípios goianos

Deputado federal visitou o presidente da fundação, Ronaldo Nogueira, após o lançamento do programa Saneamento Brasil Rural, no Palácio do Planalto

O acesso à água potável e o tratamento de esgoto ganharam força na agenda municipalista do deputado federal Glaustin da Fokus (PSC-GO) para o ano que vem. O parlamentar visitou nesta terça-feira (3) o presidente da Fundação Nacional de Saúde (Funasa), Ronaldo Nogueira, em busca de beneficiar a população goiana com instalações de abastecimento hídrico, poços artesianos, banheiros químicos rurais e caminhões compactadores de lixo, entre outros programas.

“Quero aproveitar as últimas semanas de 2019 para encontrar caminhos para desenvolver os nossos municípios a partir de 2020”, disse Glaustin a Nogueira. “Hoje, em Goiás, 50% da nossa população ainda vive sem um tratamento adequado de esgoto. Isso compromete o acesso à água potável e ajuda a proliferar doenças infecciosas, parasitárias e virais, como a dengue.”

Nogueira informou ao deputado que a Funasa abre nesta semana a seleção de municípios para seus programas em 2020, por meio do Sistema de Gerenciamento de Ações da fundação (Siga). Diante da notícia, Glaustin se comprometeu a avisar prefeituras para cadastrar projetos ligados ao órgão, responsável por alocar recursos para unidades de abastecimento de água, esgotamento sanitário, manejo de resíduos sólidos urbanos e melhorias sanitárias domiciliares, além de ações para atender cidades com população inferior a 50 mil habitantes, assentamentos e comunidades quilombolas.

Segundo Nogueira, a Funasa promove a saúde a partir de critérios ambientais, epidemiológicos e socioeconômicos. “Com água potável, podemos fornecer alimento seguro à população. Um sistema de esgoto adequado, por sua vez, tem a capacidade de interromper a cadeia de contaminação. Já o aperfeiçoamento da gestão dos resíduos sólidos reduz impactos ao meio ambiente e dificulta a reprodução de mosquitos transmissores de doenças”, explicou o gestor.

Antes de ser recebido por Nogueira, Glaustin participou do lançamento do Programa Saneamento Brasil Rural, da própria Funasa, no Palácio do Planalto, com o presidente Jair Bolsonaro e o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta. O governo federal deve investir R$ 219 bilhões, em 20 anos, para universalizar o acesso ao saneamento básico em áreas rurais. A previsão é que isso mude a realidade de uma população estimada em quase 40 milhões de brasileiros.

Related Articles