Artigo

Valorize o comércio da sua vizinhança

Maione Padeiro é presidente da Associação Comercial, Industrial e Empresarial da Região Leste de Aparecida de Goiânia (ACIRLAG)

A aproximação das festas de fim de ano é um período especialmente promissora para a economia. Por mais que as coisas não estejam bem, o nível salarial aquém do desejado, a chegada do mês de dezembro tradicionalmente reaquece a economia, o comércio especialmente, mas não apenas o comércio, pois como sabemos a economia é uma roda que se retroalimenta. Quando alguém gasta, outro recebe e utiliza o dinheiro para pagar outro, que gasta novamente e assim faz movimentar toda uma cadeia econômica e financeira.

O consumidor deve estar atento para aplicar bem seu décimo terceiro, uma renda extra que aparece nesse período, um recurso inesperado do FGTS. É importante estar atento para não comprar por impulso, mas de forma consciente, privilegiando sempre os produtos que de fato ele precisa. Claro, nos momentos de festa todos merecem aquele brinde, afinal muitos esperam esse período do ano para comprar presente para um ente familiar, para os filhos, esposa, amigo e é mais do que justo que o faça. 

O consumidor deve sempre tentar agir com inteligência, e não por impulso, mas com serenidade, fazendo pesquisa, buscando o melhor produto ao preço mais justo. Uma dica importante que a Associação Comercial, Industrial e Empresarial da Região Leste de Aparecida de Goiânia  (ACIRLAG) transmite a todos é que cidadania é um exercício permanente, deve estar em todo lugar, inclusive quando se vai às compras. Por estarmos acostumados com eles, muitas vezes não damos a devida importância aos comércios locais, de vizinhança, aquele que está sempre aberto ali no nosso bairro, na nossa região. Por isso devo alertá-los que o comércio local tem qualidades exclusivas e deve ser valorizado pelo consumidor. Uma delas é o fato de estar perto. Isso é muito importante, principalmente para quem não faz constantes deslocamentos, muitas vezes não pode frequentar grandes centros de compras, como os shopping centers. Quantas vezes esse comércio local nos atendeu prontamente…

Outra vantagem do comércio de vizinhança é o efeito benéfico que esse tipo de empreendimento dissemina na cidade. Os pequenos e médios empreendimentos, quando somados,  são grandes geradores de empregos. Portanto, para continuar cumprindo esse importante papel social de dar emprego e ajudar na manutenção de inúmeras famílias, o comércio local ou de vizinhança precisa do consumidor, precisa do cliente frequentando seus estabelecimentos. E o consumidor não vem de outra região da cidade, geralmente é o próprio morador da vizinhança que mantém o comércio local. 

Saber a importância do nosso dinheiro, além de permitir a aquisição de qualquer objeto, é fundamental. Devemos estar atentos inclusive ao local onde compramos, porque, se não frequentarmos e comprarmos naquela farmácia que existe ali na nossa quadra, fatalmente ela fechará as portas e, quando precisarmos dela numa urgência, ela não estará ali com as portas abertas. Por essas e outras, a ACIRLAG defende o comerciante local, a valorização do comércio de vizinhança, porque esse tipo de relação do consumidor com os pequenos e médios empresários tem benefícios incontáveis para ambos, cliente e comerciante.

Especialmente na Região Leste de Aparecida de Goiânia, sou testemunho da existência de um comércio pujante, com produtos e serviços variados. Portanto, o consumidor nem sempre precisará deslocar-se até a capital ou a um grande centro para fazer suas compras. Comprar perto de casa pode ser um excelente negócio, para todos.

Maione Padeiro é presidente da Associação Comercial, Industrial e Empresarial da Região Leste de Aparecida de Goiânia – Acirlag

Related Articles