Entretenimento

Escola de Artes Visuais inaugura a exposição Tubo de Ensaio

A mostra é composta por trabalhos de artistas da nova geração da arte contemporânea goiana

Na próxima terça-feira, dia 19 de novembro, o Ateliê Livre da Escola de Artes Visuais (EAV), que funciona no Centro Cultural Octo Marques, unidades da Secretaria de Estado de Cultura (Secult Goiás), inaugura a exposição Tubo de Ensaio, com curadoria do artista Luiz Mauro, que também é professor do Ateliê Livre. A mostra será aberta às 19 horas, e fica em cartaz até o dia 20 de fevereiro de 2020, na galeria Sebastião dos Reis, na sobreloja do Edifício Parthenon Center, no Centro. A entrada é gratuita.

A exposição é composta por trabalhos em desenhos, pinturas, fotografias, vídeos e instalações, produzidos pelos artistas Carlos Mota Morais, Estêvão Parreiras, Flávia Fabiana, Isabella Brito, Joardo Filho, Lina Cruvinel, Lívia Chagas e Walter Pimentel.

Os artistas fazem parte da nova geração da arte contemporânea goiana e têm sido selecionados em editais de arte regionais e nacionais, como ocorreu durante o 24º Prêmio Sesi de Arte e Criatividade, realizado no mês de outubro deste ano, na Vila Cultural Cora Coralina (também unidade da Secult Goiás). Neste evento, Lina Cruvinel e Isabella Brito receberam, respectivamente, o primeiro e terceiro lugar na categoria Pintura, e Carlos Mota Morais obteve o terceiro lugar na categoria Desenho. Além disso, alguns deles participaram do Projeto Trampolim MAC-GO; do 1º Salão em Pequenos Formatos do Museu de Arte de Britânia (Mabri); do 24º Salão Anapolino de Artes; do 44º SARP – Salão de Arte de Ribeirão Preto (SP); e do Arte Londrina 8 (PR).

Segundo Luiz Mauro, a exposição é resultado das experiências vividas pelos artistas por um período de dois anos de intenso trabalho no curso Ateliê Livre, onde dispõem de espaço de destinado à elaboração e execução de obras conforme o campo de pesquisa investigado pelos artistas. “A metodologia implica em identificar e acionar dispositivos que potencializam essa produção a partir das motivações de cada integrante da turma. O termo Tubo de Ensaio surge como uma metáfora sobre a sala de aula como laboratório, espaço de pesquisas e experimentações de procedimentos de arte”, esclarece o curador.

Luiz Mauro diz ainda que entre as inquietações desses artistas estão questões relacionadas à vida, ao corpo, à cidade, à subjetividade da linguagem, buscando entender a arte como um olhar humano poético diante do mundo e de suas complexidades.

Comunicação Setorial Secult 

Related Articles