Política

Saúde fará testes rápidos para diagnóstico de sífilis e HIV

Homens adultos e grávidas fazem parte da população goiana mais afetada pela sífilis, uma Infecção Sexualmente Transmissível (IST) milenar. Em 2018, foram notificados 4.994 casos de sífilis adquirida, 2.017 casos em gestantes e 324 casos congênita. Os dados são do Boletim Epidemiológico Sífilis 2019, divulgado pela Secretaria de Estado da Saúde de Goiás (SES-GO).

Em alusão ao Dia Nacional de Combate a Sífilis, no terceiro sábado de outubro, a SES-GO realiza nesta quinta-feira, dia 17, das 8 às 15 horas, uma ação no Shopping Mega Moda, em Goiânia. Durante o evento serão realizados testes rápidos para diagnóstico de sífilis e HIV e distribuídos materiais educativos sobre ISTs.

Dados
De acordo com o boletim da SES-GO, desde 2010 os homens adultos concentram 60% dos casos notificados em Goiás. Em 2018, a maior parte das notificações de sífilis adquirida ocorreu em pessoas com idade entre 20 a 29 anos (39,7%), seguida daqueles com idade entre 30 e 39 anos (22,1%).

No período de 2007 a junho de 2019 foram notificadas 10.693 gestantes com sífilis. De 2017 para 2018 foi registrado um aumento de 30% no número das notificações nesse grupo populacional. O estudo ainda aponta que das mulheres diagnosticadas no ano passado, 32% estavam no primeiro trimestre, 36% no segundo trimestre e 30% no terceiro trimestre.

Considerando a série histórica de 2007 a junho de 2019, observou-se que mais de 50% das gestantes diagnosticadas com sífilis encontravam-se na faixa etária de 20 a 29 anos. A proporção de gestantes com sífilis de 15 a 19 anos de idade dobrou de 2008 para 2018, passando de 12% para 25% do total de casos. De 2000 a junho de 2019 foram notificados 2.518 casos de sífilis congênita.

Ações de controle
Milca Prado, coordenadora de IST/Aids da Gerência de Cuidado a Populações Específicas da SES-GO, atribui esse aumento do número de casos de sífilis à expansão da cobertura de testagem, com a ampliação do uso de testes rápidos, e à redução do uso de preservativo. Outro ponto a ser considerado é a resistência dos profissionais de saúde à administração da penicilina na Atenção Básica e o desabastecimento mundial de penicilina nos anos de 2015 e 2016. Milca também destaca o aprimoramento do sistema de vigilância.

Uma das principais ações da SES-GO de controle da doença ocorre entre as grávidas. A gestante deve realizar o teste para sífilis na primeira consulta do pré-natal, no 3º trimestre de gestação, no momento do parto (independente dos exames anteriores) e em casos de abortamento. Em Goiás, as gestantes realizam o teste da mamãe, instituído pelo Programa de Proteção a Gestante do Estado de Goiás e o teste rápido para sífilis nas Unidades Básicas de Saúde (UBS).

Dados da SES-GO apontam que, no 1º semestre de 2019, dos 246 municípios goianos, 208 realizam o teste rápido para HIV e sífilis em todas as UBS; 34 municípios realizam os testes rápidos em algumas das unidades; e apenas quatro municípios não realizam nas UBS.

Serviço
Ação de prevenção contra sífilis e HIV
Quando: Quarta-feira, 17 de outubro
Horário: Das 8h às 15h
Local: Shopping Mega Moda
Endereço: Avenida Contorno, 165, setor Norte Ferroviário, Goiânia – GO

Sebastião Nogueira (foto), da Comunicação Setorial

Comunicação Setorial da Secretaria da Saúde de Goiás

Contato: (62) 3201-3784 / 3201-3816 / 3201-3811

Related Articles