Aparecida de Goiânia

Saúde de Aparecida oferece 2.500 mamografias para pacientes com indicação médica

Desde o início deste mês no qual se celebra mundialmente a campanha Outubro Rosa de conscientização sobre o câncer de mama, a Secretaria de Saúde de Aparecida de Goiânia (SMS) aumentou a oferta mensal de 800 para 2.500 mamografias para pacientes que têm a indicação médica e atualmente há vagas sobrando. O exame pode ajudar a identificar a doença antes do surgimento dos sintomas e quem apresenta fatores de risco ou notou alguma alteração no próprio corpo deve buscar atendimento médico para que o profissional determine a conduta adequada e se há necessidade da mamografia.

“Além da ampla mobilização com ações educativas para os usuários nas Unidades Básicas de Saúde (UBSs) e nas Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) e as capacitações para os profissionais, aumentamos a oferta de mamografias para a população preconizada pelo Ministério da Saúde (MS), que é de pessoas de 50 a 69 anos de idade. Com isso, reforçamos a cobertura e aumentamos as chances de detecção da doença em fases iniciais, quando há mais chance de tratamentos menos agressivos e com taxas de sucesso satisfatórias. Apesar da faixa preconizada, ressalto que as mulheres de todas as idades devem ser estimuladas a conhecer e analisar seus corpos, sem técnica específica, para notar quaisquer mudanças nas mamas. Porém, é preciso de indicação médica, a avaliação profissional é indispensável para determinar quem deve fazer a mamografia”, informa o secretário de Saúde Alessandro Magalhães.

Como agendar uma consulta

A chefa de Redes Temáticas Ciclos de Vida da SMS, Amanda Faria, conclama a todas as mulheres que estejam na faixa etária preconizada ou que suspeitem que possam estar doentes que busquem o quanto antes uma consulta médica, e complementa: “Estamos com vagas para mamografias sobrando e precisamos proteger a população. Se alguém está com duvida, se nota algum sintoma, não deve esperar. Mas primeiro é preciso uma consulta médica. Quem mora nas áreas cobertas pelas equipes de Saúde da Família deve marcar consulta com o clínico na unidade mais próxima e quem mora em outras localidades deve ligar no teleagendamento (0800-6461590) para agendar uma consulta de clínica geral ou ginecologia e, após a avaliação, o médico pode ou não solicitar uma mamografia.”

Amanda enfatiza que o exame não é indicado para todas as mulheres, mas sim para aquelas que fazem rastreamento. “Abaixo dos 50 anos de idade, o médico julgará se é necessário. Se ela não tem um histórico, se a história clínica dela não mostra que ela tem risco, se foi examinada e não foi encontrado nenhum nódulo, não há indicação para mamografia. Já as mulheres abaixo dos 35 anos não fazem o exame porque a mama ainda é muito densa e não é possível visualizar”, esclarece ela.

O que é o câncer de mama?  

O câncer de mama é causado pela multiplicação de células anormais dessa região do corpo que formam um tumor. No Brasil, depois do câncer de pele não melanoma, o de mama responde por cerca de 25% dos casos novos a cada ano. Existe tratamento e o MS oferece atendimento gratuito por meio do SUS. Este câncer não tem somente uma causa e a idade é um fator de risco importante, já que cerca de quatro em cada cinco casos ocorrem após os 50 anos. Outros fatores que exigem atenção são: obesidade e sobrepeso após a menopausa, sedentarismo, consumo de bebida alcoólica, exposição frequente a radiações ionizantes (Raios-X) e ocorrência de casos na família, dentre outros.

Genética, ocorrência em homens e prevenção  

“O câncer de mama de caráter genético/hereditário corresponde a apenas 5% a 10% do total. Já a ocorrência em homens é menor, mas existe: cerca de 1% do total de casos diagnosticados. Todas as pessoas devem estar atentas para essa doença, observando se há alterações nas mamas e adotando hábitos de vida saudáveis que têm o poder de evitar esse mal, tendo em vista que 30% dos casos podem ser prevenidos, segundo dados do Instituto Nacional do Câncer (INCA), com a prática de atividade física regularmente, amamentação, alimentação saudável, manutenção do peso corporal adequado e não consumir bebidas alcoólicas”, destaca Amanda Faria.

Conheça os principais sintomas

Os principais sinais e sintomas do câncer de mama são:

• Caroço (nódulo) fixo, endurecido e geralmente indolor;

• Pele da mama avermelhada, retraída ou parecida com casca de laranja;

• Alterações no bico do peito (mamilo);

• Pequenos nódulos na região embaixo dos braços (axilas) ou no pescoço;

• Saída espontânea de liquido dos mamilos.

Fonte: Polliana Martins

Related Articles