Aparecida de GoiâniaArtigo

POLÍTICA DE ASSISTÊNCIA SOCIAL E VULNERABILIDADE SOCIAL

Quandose fala em vulnerabilidade social, a palavra já diz: é um conceito de multidimensionalidade ” muitas dimensões”.

É importante ter em mente, que a vulnerabilidade social por exemplo, ela se instala onde houver a necessidade de intervenção profissional, e institucional. Neste contexto, entra a questão socio econômica, educação, saúde, habitação, pessoa em situação de rua/morador, de rua, e dentre multiplas situações. Quém se lembra da conhecida cracolândia? Pois é! Então podemos afirmar que a vulnerabilidade depende o grau em que ela se encontra no estado atual para reintegração social.

A Política de Assistência Social,É a segurança social para a população brasileira, para garantir o mínimo, o básico, no entanto, o que está inserido em relação o assunto, é chamado de tripé da regularidade social:
Saúde,Previdência Social, e Assistência Social.

A Secretaria de Assistência Social, possui um papel relevante com grande responsabilidade inerente as extensões dos progamas instalados no município para acompanhar os casos, e garantir o direito do cidadão. Em Aparecida de Goiânia, Existem inúmeras unidades de CRAS “que trabalha com a proteção básica”, e também unidades de Centro de Referência Especializado de Assistência Social – CREAS, ” trabalha com a proteção especial”, CENTRO – POP ” população de rua,” e outras secretarias responsáveis tratando dessas vulnerabilidades socias como o Consultório na rua, ” saúde mental dentre outros acolhimentos”
Para concluir esse breve comentário, a seguridade social no ponto de vista da Constituição Federal de 1988, ela é uma política protetiva que visa garantir alguma segurança social para a população brasileira.
Vale ressaltar que: em alguns territórios são mais vulneráveis que outros dentro do mesmo país. Contudo, são marcados pela a desigualdade social e territorial, envolvendo estados, municípios (cidades), bairros e regiões.
Haja vista que: Não podemos olhar em uma visão plana, e sim, em uma visão holística. ” um olhar como todo, de forma trasversal, que quer dizer de um canto no outro”. O objetivo não é apenas analisar as pessoas, e sim, identificar as condições sociais daqueles que necessitam e entrar com algum tipo de providência. Tendo como um exemplo clássico, uma pessoa idosa morando em um ambiente subhumano de grande periculosidade, a vulnerabilidade irá se agravar mais ainda. Para finalizar, pode afirmar, que a lei Orgânica de assistência social – Loas, é um conjunto de medidas que buscam a proteção social dos cidadãos.
A Cidade de Aparecida de Goiânia, está de parabéns pela a gestão atual que deu continuidade nos projetos, e vem alcançando um passo gigantesco em uma velocidade impactante. Nada mais lógico e racional.

Maria Ferreira de Araújo, é escritora, palestrante, e assistente social com especialização na área da psiquiatria – Saúde Mental com Abordagem Psicossocial.


Email: mariaferreiradearaujo21@gmail.com

Related Articles