Goiânia

Profissionais da Educação fazem curso de primeiros socorros

Formação busca capacitar funcionários para realização de procedimentos básicos em casos emergenciais e prevenção de acidentes

Novas turmas de profissionais da Secretaria Municipal de Educação e Esporte (SME) vão participar de curso específico em primeiros socorros a partir desta quarta-feira, 7. Os grupos são divididos por coordenadorias regionais e o público-alvo do segundo semestre são os profissionais administrativos das unidades educacionais, como merendeiras, serventes, porteiros e readaptados. Os encontros têm duração de quatro horas e serão realizados nos turnos matutino e vespertino.

Serão realizados onze encontros até dezembro no centro de formação da SME, localizado na rua C-234 no setor Jardim América. Dentre os principais temas abordados, estão acidentes, emergências, hemorragias, engasgamento, ferimentos, métodos de respiração, parada respiratória, massagem cardíaca, queimaduras e transporte de acidentados.

No primeiro semestre deste ano, mais de 600 profissionais da SME participaram do curso. Apoios pedagógicos, coordenadores, professores e auxiliares de sala das escolas e centros municipais de Educação Infantil concluíram a formação. O curso é promovido pela equipe dos Serviços Especializados em Engenharia de Segurança e em Medicina do Trabalho (SESMT), que atua na SME em parceria com a Gerência de Formação dos Profissionais da Educação (Gerfor) e tem a colaboração do Corpo de Bombeiros do Estado de Goiás.

A realização do curso atende à Lei Federal Nº 13722 e à Portaria Municipal Nº 041 da SME, que tornam obrigatória a capacitação em noções de primeiros socorros para profissionais da Educação. O objetivo do curso, que é realizado no centro de formação, é capacitar profissionais a realizarem procedimentos básicos de primeiro atendimento, sobre o que deve ou não ser feito para não agravar a situação da vítima e atuar com eficiência em situações de urgência e emergência.

Segundo a técnica em segurança do trabalho da SME, pedagoga e bombeira civil, Angelina Costa, “a formação de primeiros socorros é essencial para os profissionais da educação e para sociedade como um todo, pois nos ajuda a fazer procedimentos de urgência e emergência de forma correta e eficiente. No primeiro semestre esse resultado foi bem positivo, não só pelos números, mas pela qualidade e participação dos profissionais”. (Fonte: Adriene Bastos)

Related Articles