Estado

Alunos de escolas em tempo integral apresentam melhores resultados no Enem

Destaque para o Projeto de Vida

Os Centros de Ensino em Período Integral (CEPIs) da rede pública estadual estão entre as escolas que obtiveram os melhores resultados do Estado no Exame Nacional de Ensino Médio (Enem). O bom desempenho dos alunos na mais importante avaliação de conhecimentos do País é fruto de um conjunto de ações desenvolvidas pela Secretaria Estadual da Educação (Seduc), em todas as escolas em tempo integral da rede.

Uma das ações que colabora para os bons resultados é o Projeto de Vida, que desde a 1ª série do Ensino Médio, com a ajuda de um tutor, auxilia o aluno a traçar metas e ações que o ajudarão a realizar seus sonhos pessoais e acadêmicos. Associado a isso, o estudante também participa de aulas de Pós-Médio, Práticas de Laboratório e disciplinas eletivas voltadas à formação integral e acadêmica de excelência.

Ao longo do ano, são realizados também quatro simulados para que os estudantes tenham a oportunidade de vivenciar a experiência prática da prova e, para isso, eles recebem orientações de preparação emocional e são mobilizados a fazer a inscrição no exame.

Resultados

A rede pública de Goiás possui neste ano 694 escolas que ofertam o Ensino Médio, das quais 66 são de educação integral. Das 100 melhores escolas da rede estadual classificadas no Enem 2018, 38 são de tempo integral.

A aprovação de estudantes de período integral é de 94,1% enquanto o abandono é de apenas 1,4% na rede. Em 2018, dos 3.659 estudantes matriculados em CEPIs, 84,1% inscreveram no Enem e, destes, 61% foram aprovados em cursos superiores, totalizando 1.900 novos acadêmicos.

A melhor colocação por média objetiva foi conseguida pelo CEPI Sylvio de Mello, em Morrinhos, com 579,86 pontos, além da melhor média de redação com 680 pontos. Segundo o diretor da unidade, João Batista Eduardo Silva, ao longo de seis anos de implantação, foi possível perceber que a formação do jovem em sua integralidade traz resultados significantes.

“Em 2018, tivemos 73% dos nossos alunos aprovados em instituições públicas, algo que até pouco tempo era inimaginável para uma escola pública. Os alunos se tornam jovens protagonistas, solidários, capazes de opinar e conviver melhor em sociedade. Tais resultados não podem ser medidos, mas também são conquistas da escola integral”, destacou.

Aluno do CEPI Sylvio de Mello, Eduardo Ávila Andrade foi aprovado no curso de Medicina Veterinária da Universidade Federal de Goiás (UFG). Ele afirma que, além do aprendizado no CEPI, é também importante a questão social, que trabalha com valores humanos e morais, fortalecendo a formação do indivíduo enquanto pessoa e cidadão.

“Isso é muito bom, porque se você cresce nesses aspectos, consequentemente crescerá em todas as outras áreas. Hoje, na universidade pública, eu consigo ver o quanto a educação é importante e o quanto a sociedade precisa disso. O tipo de ensino que eu tive acesso me fez descobrir um potencial que eu não sabia que tinha, e, além de tudo, me deu base e incentivo para correr atrás dos meus sonhos e estar onde estou hoje”, diz Eduardo. Fonte: Comunicação Seduc

Related Articles